quarta-feira, 17 de junho de 2009

Para os viajantes da imaginação

A imagem acima é uma das que encontrei em Trips to Imagination, blog da ilustradora Evelina Oliveira, de Lisboa, que merece ser visitado por todos aqueles que de vez em quando gostam de sonhar de olhos abertos e viajar sem sair do lugar. Passeando pelos caminhos da imaginação no blog de Evelina, acabei me lembrando da famosa passagem que Lewis Carrol pôs em Alice no País das Maravilhas:
Gatinho Risonho', disse Alice, 'poderia dizer-me, por favor,
que caminho devo tomar agora?' 'Depende muito de onde está querendo chegar',
disse o gato. 'Não me importo muito para onde estou indo', disse ela. 'Então não
importa que caminho irá tomar', disse o gato.

2 comentários:

Luisa disse...

O contexto moral dessa história não deve afligir quem esteja em dúvida, apenas chamar a tenção para buscar respostas. Sabemos que Alice queria voltar para casa e tão confusa estava que nem sabia como se expressar. Tentou refazer a pergunta e ficou mais confusa ainda.
Se eu me dispuser a responder de forma objetiva, poderia dizer, por exemplo que saber para onde se está indo é traçar uma meta ‘alcançável’ respondendo às perguntas: O quê, Como e Quando. Se houver o esforço suficiente e com a ajuda de Deus, a pessoa alcançará seu objetivo.
Agora, de modo Subjetivo é bem mais complexo: Se ampliarmos o entendimento, perceberemos que não apenas a situação de Alice, mas todas as situações novas são acompanhadas pela curiosidade, insegurança, temor, dúvida...
Faz parte e enriquece a experiência da vida.
E, no final de todas as contas
Não sabemos nem de onde viemos
Nem para onde vamos.
Se alguém souber, me conta ahahah

Lia Noronha disse...

Marcio: lindo mesmo o blog dela...valeu a pena conhecê-lo.
Um grnade abraços d eboa tarde pra vc.