sexta-feira, 8 de maio de 2009

Na beira do rio

E eis que me surge depois de velho a idéia de virar pescador. Não quero a pescaria com roda de conversas. Quero o ritual de silêncio na beira dos regatos e lagoas, de preferência nos pontos mais remotos do município, só frequentados pelas siriemas e sanhaços. Entre os pescadores experimentados a quem contei meu projeto já há quem preveja, rindo, alguma dificuldade de eu me entender com os peixes. Deixo que riam. Quem quer peixes? O meu negócio é pescar tranquilidade.

2 comentários:

yehudacom o destino amigo nos encontraremos disse...

com o destino amigo nos encontraremos no mar no rio no silêncio tranquilo

mariza disse...

grata, Márcio.
um feliz dia das mães para você e sua mãe também.