quarta-feira, 13 de maio de 2009

Enfim, estou amando de novo

Tenho o pé atrás com as paixões. Elas podem até ser doces, mas sempre me trazem consequências amargas. O problema é que toda paixão me torna descontrolado, sem limites. Algumas chegam a me fazer mal. Houve uma que, de tão intensa, comprometeu minha saúde ao ponto de o médico suspeitar que havia alteração nos meus níveis de colesterol. Outra, da mesma intensidade, abalou-me tanto, que durante um bom tempo tive de me submeter a um regime especial de vida para voltar ao normal.
Desde então, tenho resistido à tentação. Ou melhor: resisti até a semana passada, quando, num desses acasos da vida, caí de amores ao encontrar minha nova musa inspiradora. Enfim, estou amando de novo, de um modo intensamente saboroso. Como todo apaixonado, passo os dias à espera do momento de encontrar minha amada. Se ela não está presente, nem sequer tenho vontade de comer. A verdade é que só tenho olhos, nariz e boca para minha eleita: a torta de maçã clássica francesa.
Segundo consta, minha musa tem uma longa história, que começou no fim do século XIX em Lamotte-Beuvron, a 172 quilômetros de Paris. Diz a lenda que ela veio ao mundo por obra das irmãs Stéphanie e Caroline Tati, donas de um pequeno restaurante. Numa ocasião em que a casa estava cheia, Stéphanie distraiu-se com os galanteios de um cliente enquanto levava ao forno uma receita de sobremesa com maçãs, açúcar, massa e manteiga. Só que ela esqueceu a massa, e o resultado foi a torta francesa.
Antes dela, estive apaixonado por uma receita de chocolate amargo e por outra de massa folhada. Em certa ocasião, tomei-me de amores por trufas. Infelizmente, meu coração é volúvel. Dificilmente se mantém fiel. Os sintomas típicos da minha infidelidade costumam se manifestar à noite, quando vou à geladeira e ao armário da cozinha com uma sensação de carência afetivo-protéica. Já me conformei a esse coração errante. Parodiando Vinícius, espero que cada paixão seja eterna enquanto dure a minha fome.

2 comentários:

Maria Clara dos Santos Batista disse...

hahaha....ri muito com este post!
Muito bom!!!
Abraços Marcio!

Avassaladora disse...

Ótimo!rsrsrs
Deliciosa paixão!
Não conheço, pelo jeito de vc falar, quero me apaixonar tb!rsrsrs

Que bom uma paixão assim... Vai mudando de acordo com os sabores!


Beijos!