sexta-feira, 10 de abril de 2009

Na Sexta-feira Santa


Alguns trechos de Tiago
A antiquíssima Confraria de Nossa Senhora das Dores enviou-me ontem um convite para que eu esteja hoje à noite entre aqueles que vão carregar a imagem do Senhor Morto na solene procissão de Sexta-feira Santa.
À noite, com a praça lotada e os sinos da bicentenária Igreja Matriz badalando sob a lua cheia e o ar frio de abril, lá estarei com o meu terno preto e o meu Cristianismo, resumido na Carta de São Tiago, de onde tirei esses trechos:


Religião pura e sem mancha diante de Deus, nosso Pai, é esta: socorrer os órfãos e as viúvas em aflição e manter-se lire da corrupção do mundo. Se cumprirem a lei mais importante da Escritura, "Ame o seu próximo como a si mesmo", vocês estarão agindo bem. Meus irmãos, se alguém diz que tem fé, mas não tem obras, que adianta isso? Por acaso a fé poderá salvá-lo? Mostre-me a sua fé sem as obras, e eu, com as minhas obras, lhe mostrarei a minha fé.

Não acredito que alguém precise ser teólogo para interpretar essas palavras e extrair o que elas têm de melhor. Será pensando nelas que me juntarei à Procissão da Sexta-Feira Santa logo mais, se Deus o permitir, assim como é pensando nelas, mais do que em igrejas e liturgias, que tento me conduzir, a despeito de minhas muitas imperfeições, no caminho cristão.

2 comentários:

mariza disse...

Márcio,

talvez você tenha resumido uma das maiores riquezas sobre a qual repousa a fé cristã. o amor ao próximo. o amor desinteressado pela humanidade, a despeito de suas falhas e seus incontáveis pecados. as obras edificadas com amor permanecem no coração do homem, porque a ele se destinam, porque foi por amor ao homem que Deus enviou seu filho ao mundo. porque, também, foi por amor que o filho de Deus se submeteu a toda sorte de dor.

uma santa sexta para você e àqueles que ama.

Letícia disse...

Não sou teóloga, tampouco beata, mas também acredito nas palavras de São Tiago. Não basta ter fé e dizer que Deus é isso ou aquilo. A fé se vale de nossa generosidade e bondade também. E boa semana santa, Márcio.